Home / Artigos em Geral / Se eu tivesse…

Se eu tivesse…

“Se eu tivesse ficado em casa, não me teria envolvido no acidente!”, “Se eu tivesse chegado um minuto antes, poderia ter salvo a vida da criança!”, muitas vezes ouvimos estas exclamações de pessoas afectadas em tragédias. Como consequência, as pessoas exploram o que já aconteceu e criticam a sí próprias pelo incidente.

Apesar de Islám nos ordenar a ser cuidadoso e tomar as precauções necessárias que estiverem ao nosso dispôr, de igual modo, o Islám nos ensina a acreditar que tudo o que estiver destinado para acontecer, certamente acontecerá, e não existe nada que o possa deter. Assim, Nabí (sallalláhu alaihi wassallam) nos advertiu dizendo: Não diga “se” (no que diz respeito a algo que já aconteceu) porque “se” desperta as acções do Shaitán. (Muslim #2664)
Depois de algo já ter acontecido, utilizar as expressões “se isto…” e “se aquilo…”, abrirá o caminho para muitos problemas. Como por exemplo, pode levar a pessoa a acusar aos outros ou a sí própria.

Portanto, é necessário que cada pessoa se entregue à vontade de Alláh Ta’ála porque é Ele que sabe a razão de tudo o que acontece e da forma como acontece. Com certeza, devemos tirar lição daquilo que passou e adoptar estratégias para se proteger no futuro, mas é necessário também ter em mente que tudo está sob o controle de Alláh Ta’ála.

About admin

Check Also

Os Momentos Finais – 2ª Parte

Talquín na Hora da Morte É de extrema importância para as pessoas sentadas ao redor …