Home / Incidentes Inspiradores / Dois Jannates

Dois Jannates

No reinado de Umar (radhiyalláhu an’hu), havia um jovem que passava a maior parte do tempo no ibádat e era muito apegado ao masjid. Isto levou Hazrat Umar (radhiyalláhu an’hu) a honrar e gostar dele.

Todas as noites após o Salát de Ishá, o jovem visitava o seu idoso pai.  No trajecto para casa do pai, morava uma mulher que ficara atraída por ele e tentava seduzi-lo sempre que ele passava por ela.

Numa ocasião, ele aceitou o pedido da mulher, e seguiu-lhe até a sua casa. Quando estava prestes a entrar na casa dela, ele lembrou-se do seguinte versículo do Qur’án:

إِنَّ الَّذِينَ اتَّقَوْا إِذَا مَسَّهُمْ طَائِفٌ مِّنَ الشَّيْطَانِ تَذَكَّرُوا فَإِذَا هُم مُّبْصِرُونَ

Quanto aos tementes, quando alguma tentação satânica os aflige, recordam-se de Alláh e se despertam de imediato (à realidade).

Assim que este versículo veio a sua mente, ele caiu inconsciente. A mulher ficou  apavorada ao ver o jovem desmaiado na porta da sua casa, e de imediato, chamou a sua empregada. Assim, as duas carregaram o jovem para a casa do pai, e o deixaram na porta da casa.

Passado algum tempo, devido ao atraso, o pai do jovem decidiu ir proucurá-lo. Ao abrir a porta, encontrou-o deitado no chão.

Quando o jovem se despertou, após insistência da parte do pai, ele contou o que tinha acontecido.
O pai perguntou: “Qual é o versículo que veio a tua mente?”
Quando ele recitou o versículo, ficou incosciente pela segunda vez.

Mais tarde, descobriram que o jovem estava morto. Os preparativos para o funeral foram feitos no mesmo dia e ele foi enterrado naquela noite.

Na manhã seguinte, assim que Umar (radhiyalláhu an’hu) ficou a saber do incidente, foi ao encontro do pai para transmitir as suas condolências. Após ter encontrado com o pai, Umar (radhiyalláhu an’hu) perguntou:
-Porque não me informaram da morte dele? Assim podia estar presente no seu Janázah.
-Ó Amírul-Mu’minín! Era noite, por isso que não queriamos incomodar-te – Respondeu o pai.

Umar (radhiyalláhu an’hu) pediu que lhe levassem à sepultura do jovem. Quando Umar (radhiyalláhu an’hu) e aqueles que o acompanhavam chegaram à sepultura do jovem, Umar (radhiyalláhu an’hu) virou-se para a campa e recitou o seguinte versículo:

وَلِمَنْ خَافَ مَقَامَ رَبِّهِ جَنَّتَانِ ﴿الرحمن: ﴾٤٦

E para quem teme o comparecimento diante do seu Senhor, haverá dois jardins.

O Jovem respondeu de dentro da sepultura: “Ó Umar! O meu Senhor concedeu-me os dois jardins no Jannah.” (Taarikh ibni Assaakir, vol.45 pág.450)

Lições:

  1. Para nos proteger do pecado, devemos evitar todos os caminhos que levam ao pecado.
  2. Devemos valorizar a inspiração que vem da parte de Alláh, e abster-se do pecado imediatamente.

About admin

Check Also

A Importância do Saláh

Quando Abdulláh bin Abbásse (Radhiyalláhu an’huma) começou a ser afectado pela cegueira, ele foi aconselhado …