Home / Incidentes Inspiradores / Khalílulláh

Khalílulláh

Nabí Ibrahím (alaihis salám) tinha o hábito de sempre convidar alguém para partilhar as refeições consigo. Uma vez, ele não conseguiu encontrar ninguém para lhe juntar, e assim, regressou a sua casa.

Ao entrar na sua casa, ele viu uma pessoa estranha, ao que ele exclamou:
-Ó servo de Alláh! Quem lhe permitiu que entrasse na minha casa?
– O verdadeiro dono da casa – respondeu o estranho.
– Quem és tú? –Ibrahím (alaihis salám) perguntou.
O estranho respondeu:
– Eu sou o anjo da morte. Fui enviado por Alláh Ta’ála para dar as boas novas a um servo especial, que Ele escolheu para ser o Seu Khalíl (amigo íntimo).
Ibrahím (alaihis salám) respondeu:
– Por favor, diga-me quem é este santo. Juro por Alláh, não importa em que parte do mundo ele reside, eu irei ao seu encontro e passarei a vida inteira a servi-lo.
O anjo da morte disse:
– És Tú a pessoa afortunada.

Ibrahim (alaihis salám) perguntou: “Sou realmente eu?”, o anjo da morte respondeu afirmativamente. Ibrahim (alaihis salám) perguntou a razão pela qual Alláh Ta’ála lhe escolheu como Khalíl, o anjo respondeu: “Tú sempre dás, mas nunca pedes nada de ninguém.” (Tafsír Ibn Kassír, pág. 229 vol.3)

Lições: Quando a pessoa dá algo para a satisfação de Alláh Ta’ála, recebe algo em troca neste mundo, e receberá também no futuro. Contudo, além das bênçãos no sustento, esta acção traz grandes benefícios espirituais que são superiores a todos benefícios materiais.

About admin

Check Also

A Importância do Saláh

Quando Abdulláh bin Abbásse (Radhiyalláhu an’huma) começou a ser afectado pela cegueira, ele foi aconselhado …